quinta-feira, 3 de novembro de 2016

QUE NOSSAS ORAÇÕES POSSAM CHEGAR AOS CÉUS

Unidos numa  única voz elevemos nossas orações ao Senhor Deus da vida e da esperança para que os féis defuntos possam alcançar a graça da Casa do Pai

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

A CHAMA

 
 


A CHAMA


 11 anos  a serviço da evangelização    

outubro novembro dezembro de 2016


Ano XI  Nº 81  
 ttp://www.apostoladodaoracaodadiocesedevalenca.blogspot.com.br




ORAÇÃO DE SANTA GERTRUDES pelas almas do Purgatório.

(Jesus prometeu à Santa Gertrudes que salvaria  (1000) mil almas do purgatório cada vez, que cada pessoa rezar com fervor esta Oração)

 

              Eterno Pai, Ofereço-Vos o Preciosíssimo Sangue de Vosso Divino Filho Jesus, em união com todas as Missas que hoje são celebradas em todo o mundo; por todas as Santas almas do purgatório, pelos pecadores de todos os lugares, pelos pecadores de toda a Igreja, pelos de minha casa e de meus vizinhos. Amém.

 

 

 

Terço de jaculatórias pelas almas do Purgatório:

(Com a oração ditada por Nosso Senhor à Santa Gertrudes.) 

- Faz-se o sinal da Santa Cruz. 

- Reza-se o ato penitencial (“Confesso a Deus Todo Poderoso que pequei...”)
 
- Evocação a Deus Espírito (“Vinde Espírito Santo, Vinde por meio da poderosa intercessão do Imaculado Coração de Maria...”) 

- Creio, Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória. 

Nas Contas do Pai-Nosso, reza-se a Oração ditada por Nosso Senhor à Santa Gertrudes:
 

“Eterno Pai, ofereço-vos o Preciosíssimo Sangue do Vosso Divino Filho JESUS, em união com todas as santas Missas que hoje são celebradas em todo o mundo, por todas as santas almas do Purgatório, pelos pecadores em todos os lugares, pelos pecadores na Igreja Católica, pelos pecadores em todas as outras igrejas, pelos de minha casa e meus vizinhos. Amém!”

 

Nas contas da Ave-Maria: 

“Jesus, Maria e José eu Vos amo, salvai almas!”

Na conta da salve Rainha: 

- “Sagrado Coração de Jesus, sede nosso Amor”!

- “Doce Coração de Maria, sede nossa Salvação”!


No encerramento:
     

“Dai-lhes Senhor o descanso eterno e que a luz perpétua as ilumine, Descansem em paz. Amém”.
 

Terço de oferecimento dos méritos infinitos das Santas Chagas de Nosso Senhor Jesus Cristo pelas almas do Purgatório 

Disse Nosso Senhor Jesus Cristo à Santa Gertrudes:  

“Muitíssimo grata Me é a oração pelas almas do Purgatório, porque por ela tenho ocasião de libertá-las das suas penas e introduzi-las na gloria eterna”.

 

“Certa vez pregava São Domingos sobre a importância de rezarmos o Rosário, quando um homem que o ouvia atenta e piedosamente, teve uma visão espiritual, concedida por Deus, para comprovar a veracidade das palavras de São Domingos: Ele viu muitas almas dos que estavam morrendo, adentrarem profundamente no purgatório. Ao mesmo tempo via Nossa Senhora com uma laçada de ouro, era o Rosário, através do qual a Mãe de Misericórdia retirava desse local de forte purificação, as pobres almas sofredoras.

 

“Tudo o que damos por caridade às almas do Purgatório, converte-se em graças para nós, e após a morte encontramos o seu valor centuplicado.” (Santo Ambrosio)

 

“Socorrendo as almas, praticamos a caridade em toda a sua extensão. A devoção às almas do purgatório encerra todas as obras de misericórdia, cuja prática, elevada ao sobrenatural, nos há de merecer o Céu. (São Francisco de Sales) 

“Poupai Vossas lágrimas pelos defuntos e dai-lhes mais orações”. (São José Crisóstomo)

 Início do terço:  

(Propício para rezar todos os dias; em especial nos cemitérios, dia de finados e velórios.)

 

- Fazer cinco vezes o sinal da sana cruz em honra as cinco grandes Chagas do Senhor

- Ato penitencial (Confesso a Deus, Todo Poderoso, que pequei muitas vezes...)

- invocação ao Espírito Santo (vinde Espírito Santo, vinde por meio da poderosíssima intercessão do Imaculado Coração de Maria, Vossa amadíssima Esposa!) repetir três vezes

- Salmo 129:

“Do profundo abismo em que me encontro, clamo a Vos! Sejas Vossos Ouvidos atentos a voz de minhas súplicas. Se olhardes, Senhor, para as nossas iniqüidades, quem poderá, Senhor, subsistir em Vossa presença?

Porém, Vós sois cheio de misericórdia, e eu espero em Vós, Senhor, por causa de Vossa Lei.

Coloquei minha confiança no Senhor e em sua palavra.

Espere assim todo Israel no Senhor, desde a aurora ate a noite. Porque o Senhor é cheio de misericórdia e Nele se encontra copiosa redenção. E Ele mesmo há de remir Israel de todas as iniquidades.

- “O descanso eterno concedei-lhes, Senhor! E a luz perpetua as ilumine. Amem”.

- “Senhor, ouvi as minhas orações! E meus clamores cheguem até Vós! Amem.

-“Divino Jesus, ofereço-vos este terço que vou rezar, contemplando os mistérios da Vossa Dolorosíssima Paixão. Concedei-me, por intercessão de Maria, Vossa Mãe Santíssima, a quem nos dirigimos, as virtudes que nos são necessárias para bem rega-lo e a graça de ganharmos as indulgências anexas a esta santa devoção. Assim seja. Amém.

 

“Tende misericórdia, ó Senhor, das almas dos fieis que padecem no purgatório. Dai-lhes, Senhor, o descanso eterno. Amém.

“Pai eterno, eu Vos ofereço o Sangue preciosíssimo de nosso Senhor Jesus Cristo em expiação dos meus pecados, pelas necessidades da Santa Igreja Católica, pelas almas do Purgatório pela alma de.... que pela misericórdia Vossa descanse em paz. Amém.

Pai Nosso... 

Na 1ª Ave-Maria: “Glorifico-vos ó Pai Criador e pelo Imaculado e puríssimo Coração de Vossa Filha predileta, a Santíssima Virgem Maria, peço-vos pelas almas do purgatório e pela alma de......., que pela Vossa Misericórdia descanse em paz”. Ave-Maria...

Na 2ª Ave-Maria: “Glorifico-vos ó Filho Redentor do mundo, nosso Senhor Jesus Cristo, e pelo Imaculado e puríssimo Coração de Vossa Mãe, a Santíssima Virgem Maria, peço-vos pelas almas do purgatório e pela alma de ....., que pela Vossa misericórdia descanse em paz”! Ave-Maria...

Na 3ª Ave-Maria: “Glorifico-vos ó Espírito Santo de Deus, nosso santificador, e pelo Imaculado e puríssimo Coração de Vossa amadíssima Esposa, a Santíssima Virgem Maria, peço-vos pelas almas do purgatório e pela alma de ......, que pela Vossa misericórdia descanse em paz”. Ave-Maria...
 

1° Mistério doloroso: A agonia do Senhor no Horto das Oliveiras.

Ofereço-vos ó Divino Salvador, os vossos preciosissimos suor e sangue, que derramastes em vossa santa agonia, pelas almas de meus parentes, em todos os graus.

- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (ao final de cada uma, acrescentar a seguinte jaculatória: “Misericordiosissimo Jesus, dai-lhes o repouso eterno”) 

2° Mistério doloroso: A Flagelação do Senhor. 

Ofereço-vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo Sangue derramado na impiedosa, brutal e dolorosissima flagelação pelas almas dos meus benfeitores espirituais e materiais, principalmente por aquelas almas que mais padecem por minha causa.

- Pai-nosso, 10 Ave-Maria (ao final de cada uma.....)

3° Mistério doloroso: A Coroação de espinhos do Senhor. 

Ofereço-vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo sangue derramado na dolorosissima Coroação de espinhos pelas almas do purgatório, especialmente pelas mais aflitas e abandonadas.

- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (ao final de cada uma.....)

4° Mistério doloroso: O Senhor carrega a pesada Cruz. 

Ofereço-Vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo Sangue derramado de vosso sagrado Ombro, de Vossa sagrada Face, de todo o Vosso Santo Corpo, ferido por terríveis golpes e torturas as vossas fadigas, incontáveis e inimagináveis dores e sofrimentos que suportastes ao levar a pesada cruz ao calvário, por todas as almas que entram neste momento nas chamas do purgatório, pelas almas dos sacerdotes, religiosos e profetas dos últimos séculos, autênticos videntes e confidentes de Jesus e Maria; enfim, por todas aquelas almas que me foram recomendadas.

- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (ao final de cada uma.....)

 

5° Mistério doloroso: A Crucificação e Morte do Senhor.

Ofereço-vos ó Divino Salvador, o Vosso preciosissimo sangue derramado desde o despojar de suas vestes, coladas em vossas feridas, das vossas mãos e dos vossos pés perfurados e todas as vossas agonias na hora de vossa morte, pela alma de....... Que o sangue precioso e a água sagrada emanada de vosso puríssimo coração lanceado e trespassado pela dura lança, abram-lhe a porta dos céus, a fim de que unida aos santos anjos, santos e principalmente a vossa mãe santíssima, vos bendiga para sempre junto ao eterno Pai na unidade do Espírito Santo, Amém.

- Pai-nosso, 10 Ave-Marias (acrescentando ao final de cada uma: “Misericordiosissimo Jesus, dai-lhes o repouso eterno”)

 

 


LADAINHA PELAS ALMAS DO PURGATÓRIO                                                                                                                                                                                                              (para rezar todas as segundas-feiras, que é dia de orações pelas almas e todos os dias de novembro, mês das almas)                                                                                                                      

Senhor, tende piedade de nós!                                                                                                                                                    Cristo, tende piedade de nós!                                                                                                                                                 Senhor, tende piedade de nós!                                                                                                                                                   Jesus Cristo, ouvi-nos!                                                                                                                                                                                                 Jesus Cristo, atendei-nos!

 

Pai Celeste, verdadeiro Deus, tende piedade das almas do purgatório!

Filho, Redentor do mundo, verdadeiro Deus, tende piedade das almas do purgatório!

Espírito Santo, verdadeiro Deus, tende piedade das almas do purgatório!

Santíssima Trindade, que sois um só Deus, tende piedade das almas do purgatório!

Santa Maria, rogai pelas almas do purgatório!

Santa Mãe de Deus, rogai pelas almas do purgatório!

Santa Virgem das virgens, rogai pelas almas do purgatório!

São Miguel, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Anjos e Arcanjos, rogai pelas almas do purgatório!

Coro dos Espíritos Bem-Aventurados, rogai pelas almas do purgatório!

São João Batista, rogai pelas almas do purgatório!

São José, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Patriarcas e santos Profetas, rogai pelas almas do purgatório!

São Pedro, rogai pelas almas do purgatório!

São Paulo, rogai pelas almas do purgatório!

São João, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Apóstolos e santos Evangelistas, rogai pelas almas do purgatório!

Santo Estevão, rogai pelas almas do purgatório!

São Lourenço, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Mártires, rogai pelas almas do purgatório!

São Gregório, rogai pelas almas do purgatório!

Santo Ambrósio, rogai pelas almas do purgatório!

Santo Agostinho, rogai pelas almas do purgatório!

São Jerônimo, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Pontífices e santos Confessores, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Doutores, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Sacerdotes e santos Levitas, rogai pelas almas do purgatório!

Santos Frades e santos Eremitas, rogai pelas almas do purgatório!

Santas Virgens e santas Viúvas, rogai pelas almas do purgatório!

Vós todos, santos amigos de Deus, rogai pelas almas do purgatório!

Sede-nos propício, perdoai-lhes, Senhor!

Sede-nos propício, ouvi-nos, Senhor!

De seus sofrimentos, livrai-as, Senhor!

Da vossa cólera, livrai-as, Senhor!

Da severidade da vossa justiça, livrai-as, Senhor!

Do remorso da consciência, livrai-as, Senhor!

Das tristes trevas que as cercam, livrai-as, Senhor!

Dos prantos e gemidos, livrai-as, Senhor!

Pela vossa encarnação, livrai-as, Senhor!

Pelo vosso nascimento, livrai-as, Senhor!

Pelo vosso doce Nome, livrai-as, Senhor!

Pela vossa profunda humildade, livrai-as, Senhor!

Pela vossa obediência, livrai-as, Senhor!

Pelo vosso infinito amor, livrai-as, Senhor!

Pela vossa agonia e vossos sofrimentos, livrai-as, Senhor!

Pela vossa paixão e vossa santa cruz, livrai-as, Senhor!

Pela vossa santa ressurreição, livrai-as, Senhor!

Pela vossa admirável ascensão, livrai-as, Senhor!

Pela vinda do Espírito Santo consolador, livrai-as, Senhor!

 

No dia do julgamento, livrai-as, Senhor!

 

Ainda que sejamos pecadores, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Vós que perdoastes aos pecadores e salvastes o bom ladrão, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Vós que nos salvais por misericórdia, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Vós que tendes as chaves da morte e do inferno, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Dignai-vos livrar das chamas nossos parentes, amigos e benfeitores, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Dignai-vos salvar todas as almas que gemem longe de vós, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Dignai-vos ter piedade daqueles que não têm intercessores neste mundo, nós vos pedimos, ouvi-nos!

Dignai-vos admiti-las no número de vossos eleitos, nós vos pedimos, ouvi-nos!

 


Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, dai-lhes o descanso eterno!  

(3 vezes)

 

Oração: Ó Deus, Criador e Redentor de todos os fiéis, concedei às almas de vossos servos e de vossas servas, a remissão de todos os pecados, a fim de que, pelas humildes orações da vossa Igreja, eles obtenham o perdão que sempre desejaram. É o que vos pedimos por elas, ó Jesus, que viveis e reinais por todos os séculos. Amém.

Site:htpp://www.catolicismoromano
Eu te seguirei para onde quer que fores. Lc 9,57”
Eu te seguirei porque me chamastes e lhe disse meu sim. Um sim significando pertença , para sempre ao seu Sagrado Coração. Um sim responsável , significando   trabalho , oferenda , doação, entrega , partilha.Um sim que diz Estou aqui , para sempre , sou toda sua , age em minha vida  não na minha ; mas na sua hora e como quiseres. Um sim abraço apertado , que damos naqueles a quem amamos muito.
Eu te seguirei porque o meu sim foi expontâneo , descompromissado com o mundo e altamente compromissado com este Senhor , Deus da vida e da esperança.
Mas o que é seguir Jesus, muitos perguntam? Será que seguir Jesus é  ir às missas dos domingos e dias santificados ; é dar esmolas e donativos?Se for isso , é muito fácil ser seguidor d’Ele.
Nos dias de hoje , quando a internet entra em nossas casas e nos faz seguir essa ou aquela pessoa   porque  gostamos das postagens que faz , das belas fotos que publica  em seu perfil ; e também  porque  é tão fácil ser seguidor ;   não implica em responsabilidades  ou compromissos ;no entanto não basta um clique no teclado  para seguir Jesus , onde Ele for e nos  pedir para irmos junto . Seguir Jesus  implica em assumir a fé, a vivência responsável da mesma , o compromisso de levar adiante a Palavra e procurar ter as atitudes que Ele teve , o que é impossível dada nossa humanidade pecadora , mas , que mesmo assim   teimamos em tentar.
Seguir Jesus , onde quer que Ele for , nos leva a caminhar caminhos as vezes  estreitos, áridos, pedregosos.Caminhos que  muitas vezes  leva à incompreensão das pessoas , aos maus tratos a nós feitos , às ofensas ... porque seguimos Jesus.
Fechemos por instantes nossos olhos e vamos nos imaginar nesse caminho . Vamos mentalizar essa caminhada  , procurando  fazer desse caminho feio, pedregoso, áspero um caminho alegre, onde boas coisas acontecem porque é um caminho que leva ao  amor , ao amor de Deus.
Eu te seguirei para onde quer que fores ,  é o que nos fala o Evangelho de Lc 9,57 .Está dificil segui-Lo ? Mas estamos com Ele  e se estamos junto d’Ele tudo é mais fácil , mais ameno , mais alegre.
No dia 05 de Setembro , os Apostolados de Três Rios , Anta , Sapucaia e Paraíba do Sul  se uniram para a caminhada de fé e esta caminhada desta vez implicou em   doação ao Instituto Imaculado Coração de Maria  , o Asilo das Meninas de Paraíba do Sul , como carinhosamente chamamos .E o retiro programado e  realizado na Igreja de Santo Antônio dos Pobres , começou desta  forma , com doação do alimento.  e a doação de si mesmo de  cada um dos presentes ao Coração de Jesus  ;  e continuou com uma brilhante catequese de Pe Waldir e uma bela Santa Missa.                                                                                                                              Saimos revigorados , animados , felizes , alegres ; fizemos pouco e recebemos muito em troca  porque amar o Sagrado Coração de Jesus é mergulhar num mar de amor e de esperança; é se fazer pequeno para que Ele cresça .É confiar de forma irrestrita e apaixonadamente.
Albina Ferreira da Silva



 
As fotos são do momento da doação


 
 
  OUTUBRO MÊS DAS MISSÕES 


Espiritualidade do mês de outubro mês missionário




O mês de outubro é o mês que a Igreja coloca em destaque as missões. A Igreja, por excelência, é missionária por causa do seu fundador Nosso Senhor Jesus Cristo, o primeiro missionário do Pai. Todo o cristão Batizado torna-se um missionário. O missionário é aquele que anuncia Jesus Cristo não para aqueles que não o conhecem, porque não é essa a nossa realidade, mas para aqueles que o ignoram. Para aqueles que o conhecem e, mesmo sabendo do grande amor que Deus tem por cada um de nós e a toda a humanidade, não acolhem a mensagem do seu evangelho, do seu amor e para a nossa salvação.

Eis o nosso desafio, eis a nossa salvação.

                                                                                                                                                     O que é ser um missionário? Missionário  tem que ser  um arauto do evangelho. O que significa ser um arauto, um evangelizador? Em primeiro  lugar é colocar, aplicar o evangelho no dia a dia da sua vida. Por que a primeira pessoa a quem temos a obrigação de evangelizar é a nós mesmos. Nós temos que acolher a Palavra em primeiro lugar. Temos que acolher a boa nova, a boa noticia de Nosso Senhor Jesus Cristo.                                                                                                                                           Depois dessa experiência íntima com a palavra, então sim, podemos ser portadores da palavra que nos salva. Não nos conformemos, pois, com as propostas e as mazelas deste mundo, porque para que o reino de Deus aconteça é preciso primeiro fazer esse caminho, esse contato bem próximo essa experiência íntima e depois levar o anuncio aos irmãos e irmãs.  Vede Santa Terezinha, que nunca saiu em missão, mas na clausura em oração aplicou o evangelho no seu dia a dia nas pequenas coisas, e assim dentro do Carmelo fez o reino de Deus acontecer. Deixou para nós, um exemplo fácil de chegar ao coração de Deus nas coisas simples do dia a dia. São Francisco de Assis que celebramos no dia quatro de outubro . entendeu muito bem o significado de evangelizar. Procurou em meio a pobreza as riquezas do Reino do céu, e ali encontrou o mais precioso de todos os bens: Nosso Senhor Jesus Cristo. Certa vez disse Francisco a frei Leão: “vamos evangelizar”. E saíram pelas vielas de Assis, andaram o dia inteiro sem dizer uma palavra. A certa altura, Francisco disse: “voltemos para casa”. Frei Leão, sem entender, perguntou: “Pai Francisco nós não saímos para evangelizar? Não dissemos uma palavra e estamos voltando”. Francisco respondeu: “Já evangelizamos”.  Percebeu! É com nossas atitudes e nosso comportamento no dia a dia que começamos a evangelizar.   

A necessidade de rezar e, rezar sempre é o que Jesus nos ensina...   Lucas 18,1-8
 Por: Diácono Gilmar-10/10/2012


"O anúncio do  Evangelho é a maior prova de amor ao  próximo."
Santo Arnaldo Jansen



HISTORIA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Sua festa é comemorada em 4 de outubro

São Francisco de Assis nasceu em Assis, Itália, em 1182. Era filho de Pedro Bernardone, um rico comerciante, e Pia, de família nobre da Provença.  Na juventude, Francisco era muito rico e esbanjava dinheiro com ostentações. Porém, os negócios de seu pai não lhe despertaram interesse, muito menos os estudos. O que ele queria mesmo era se divertir. Porém, São Boaventura, seu contemporâneo, escreveu sobre ele: “Mas, com o auxílio divino, jamais se deixou levar pelo ardor das paixões que dominavam os jovens de sua companhia”.

Vida de São Francisco

Na juventude de Francisco, por volta de seus vinte anos, uma guerra começou entre as cidades italianas chamadas Perugia e Assis. Ele queria combater em Espoleto, entre Assis e Roma, mas caiu enfermo. Durante a doença, Francisco ouviu uma voz sobrenatural. Esta lhe pedia para ele "servir ao amor e ao Servo". Pouco a pouco, com muita oração, Francisco sentiu em seu coração a necessidade de vender seus bens e “comprar a pérola preciosa” sobre a qual ele lera no Evangelho.

Certa vez, ao encontrar um leproso, apesar da repulsa natural, venceu sua vontade e beijou o doente. Foi um gesto movido pelo Espírito Santo. A partir desse momento, ele passou a fazer visitas e a servir aos doentes que sem encontravam nos hospitais. Aos pobres, presenteava com suas próprias roupas e também com o dinheiro que tivesse no momento.

O Chamado

Num dia simples, mas muito especial, num momento em que Francisco rezava sozinho na Igreja de São Damião, em Assis, ele sentiu que o crucifixo falava com ele,  repetindo por três vezes a frase que ficou famosa: "Francisco, repara minha casa, pois olhas que está em ruínas". O santo vendeu tudo o que tinha e levou o dinheiro ao padre da Igreja de São Damião, e pediu permissão para viver com ele. Francisco tinha vinte e cinco anos.

Pedro Bernardone, ao saber o que seu filho tinha feito, foi busca-lo indignado, levou-o para casa, bateu nele e acorrentou-o pelos pés. A mãe, porém, o libertou na ausência do marido, e o jovem retornou a São Damião. Seu pai foi de novo buscá-lo. Mandou que ele voltasse para casa ou que renunciasse à sua herança. Francisco então renunciou a toda a herança e disse: "As roupas que levo pertencem também a meu pai, tenho que devolvê-las". Em seguida se desnudou e entregou suas roupas a seu pai, dizendo-lhe: “Até agora tu tem sido meu pai na terra, mas agora poderei dizer: ‘Pai nosso, que estais nos céus”.

Renúncia de São Francisco de Assis

Para reparar a Igreja de São Damião, Francisco pedia esmola em Assis. Terminado esse trabalho, começou reformar a Igreja de São Pedro. Depois, ele retirou-se para morar numa capela com o nome de Porciúncula. Ela fazia parte daabadia de Monte Subasio, cuidada pelos beneditinos. Ali o céu lhe mostrou o que realmente esperava dele.

O trecho do Evangelho da Missa daquele dia dizia: "Ide a pregar, dizendo: o Reino de Deus tinha chegado. Dai gratuitamente o que haveis recebido gratuitamente. Não possuas ouro, nem duas túnicas, nem sandálias...” A estas palavras, Francisco tirou suas sandálias, seu cinturão e ficou somente com a túnica.

Milagres de São Francisco de Assis

Deus lhe concedeu o dom da profecia e o dos milagres. Quando Francisco pedia esmolascom o fim de restaurar a Igreja de São Damião, ele dizia: "Um dia haverá ali um convento de religiosas, em cujo nome se glorificará o Senhor e a Igreja". A profecia se confirmou cinco depois com Santa Clara e suas religiosas. Ao curar, com um beijo, o câncer que havia desfigurado o rosto de um homem, São Boaventura comentou para São Francisco de Assis: "Não se há que admirar mais o beijo do que o milagre?"

Fundação da Ordem dos Frades Menores (O.F.M.)

Francisco começou a anunciar a verdade, no ardor do Espírito de Cristo. Convidou outros a se associarem a ele na busca da perfeita santidade, insistindo para que levassem uma vida de penitência. Alguns começaram a praticar a penitência e em seguida se associaram a ele, partilhando a mesma vida. O humilde São Francisco de Assis decidiu que eles se chamariam Frades Menores.

Surgiram assim os primeiros 12 discípulos que, segundo registram alguns documentos, “foram homens de tão grande santidade que, desde os Apóstolos até hoje, não viu o mundo homens tão maravilhosos e santos”. O próprio Francisco disse em testamento: “Aqueles que vinham abraçar esta vida, distribuíam aos pobres tudo o que tinham. Contentavam-se só com uma túnica, uma corda e um par de calções, e não queriam mais nada”. Os novos apóstolos reuniram-se em torno da pequena igreja da Porciúncula, ou Santa Maria dos Anjos, que passou a ser o berço da Ordem.

A nova ordem religiosa de São Fracisco de Assis

Em 1210, quando o grupo contava com doze membros, São Francisco de Assis redigiu uma regra pequena e informal. Esta regra era, na sua maioria, os conselhos de Jesus para que possamos alcançar a perfeição. Com ela foram à Roma apresentá-la ao Sumo Pontífice. Lá, porém,relutavam em aprovar a nova comunidade. Eles achavam que o ideal de Francisco eramuito rígidoa respeito da pobreza. Por fim, porém, um cardeal afirmou: "Não podemos proibir que vivam como Cristo mandou no Evangelho".

Receberam a aprovação e voltaram a Assis, vivendo na pobreza, em oração, em santa alegria e grande fraternidade, junto a Igreja da Porciúncula. Mais tarde, Inocêncio III mandou chamar São Francisco de Assis e aprovou a regra verbalmente. Logo em seguida o papa impôs a eles o corte dos cabelos, e lhes enviou em missão de pregarem a penitência.

São Francisco de Assis, um exemplo de vida

São Francisco de Assis manifestava seu amor a Deus por uma alegria imensa, que se expressava muitas vezes em cânticos ardorosos. A quem lhe perguntava qual a razão de tal alegria, respondia que “ela deriva da pureza do coração e da constância na oração”.

A santidade de São Francisco de Assis lhe angariou muitos discípulos e atraiu também uma jovem, filha do Conde de SassoRosso, Clara, de 17 anos. Desde o momento em que o ouviu pregar, compreendeu que a vida que ele indicava era a que Deus queria para ela. Francisco tornou-se seu guia e pai espiritual. Nascia assim a Ordem Segunda dos Franciscanos, a das Clarissas. Depois, Inês, irmã de Clara, a seguia no claustro; mais tarde uma terceira, Beatriz se juntou a elas.

Sabedoria divina

Certa vez, São Francisco de Assis, sentindo-se fortemente tentado pela impureza, deitou-se sem roupas sobre a neve. Outra vez, num momento de tentação ainda mais violenta, ele rolou sobre espinhos para não pecar e vencer suas inclinações carnais.

Sua humildade não consistia simplesmente no desprezo sentimental de si mesmo, mas na convicção de que "ante os olhos de Deus o homem vale pelo que é e não mais". Considerando-se indigno do sacerdócio, São Francisco de Assis apenas chegou a receber o diaconato. Detestava de todo coração o exibicionismo.

Uma vez contaram-lhe que um dos irmãos amava tanto o silêncio que até quando ia se confessar, fazia-o por sinais. São Francisco respondeu desgostoso:"Isso não procede do Espírito de Deus, mas sim do demônio; é uma tentação e não um ato de virtude". Francisco tinha o dom da sabedoria. Certa vez, um frade lhe pediu permissão para estudar. Francisco respondeu que, se o frade repetisse com amor e devoção a oração "Glória ao Pai", se tornaria sábio aos olhos de Deus. Ele mesmo, Francisco, era um grande exemplo da sabedoria dessa maneira adquirida.

São Francisco de Assis e os animais

A proximidade de Francisco com a natureza sempre foi a faceta mais conhecida deste santo. Seu amor universalista abrangia toda a Criação, e simbolizava um retorno a um estado de inocência, como Adão e Eva no Jardim do Éden.

Os estigmas de São Franscisco de Assis

Dois anos antes de sua morte, tendo Francisco ido ao Monte Alverne em companhia de alguns de seus frades mais íntimos, pôs-se em oração fervorosa e foi objeto de uma graça insigne.

Na figura de um serafim de seis asas apareceu-lhe Nosso Senhor crucificado que, depois de entreter-se com ele em doce colóquio, partiu deixando-lhe impressos no corpo os sagrados estigmas da Paixão. Assim, esse discípulo de Cristo, que tanto desejara assemelhar-se a Ele, obteve mais este traço de similitude com o Divino Salvador.

Devoção a São Francisco de Assis

No verão de 1225, Francisco esteve tão enfermo, que o cardeal Ugolino e o irmão Elias o levaram ao médico do Papa, em Rieti. São Francisco de Assis perguntou a verdade e lhe dissessem que lhe restava apenas umas semanas de vida. "Bem vinda, irmã Morte!", exclamou o santo.

Em seguida pediu para ser levado à Porciúncula. Morreu no dia três de outubro de 1226, com menos de 45 anos, depois de escutar a leitura da Paixão do Senhor. Ele queria ser sepultado no cemitério dos criminosos, mas seus irmãos o levaram em solene procissão à Igreja de São Jorge, em Assis.

Ali esteve depositado até dois anos depois da canonização. Em 1230, foi secretamente trasladado à grande basílica construída pelo irmão Elias. Ele foi canonizado apenas dois anos depois da morte, em 1228, pelo Papa Gregório IX. Sua festa é celebrada em 04 de outubro.

Oração a São Francisco de Assis

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais

Consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido;

amar, que ser amado.

Pois, é dando que se recebe,

é perdoando que se é perdoado,

e é morrendo que se vive para a vida eterna.


As 5 urgências da ação evangelizadora da Igreja no Brasil

1.   As 5 urgências ação evangelizadora da Igreja no Brasil

Os Bispos católicos do Brasil elaboram em conferência (CNBB) a cada 4 anos as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Como diz o nome, é um conjunto de diretrizes que nortea a ação pastoral de todos nós agentes missionários participantes da Igreja. As atuais Diretrizes em vigor (2011-2015) apontam 5 exigências:

PRIMEIRA EXIGÊNCIA: uma ação missionária permanente. Veremos nas páginas destas Diretrizes, a palavra discípulos-missionários, que é fruto da Assembleia de Aparecida(2007). A clara necessidade de sempre anunciar de novo a Jesus Cristo e o seu Reino. É preciso anunciar, mostrar, apresentar Jesus Cristo para o mundo e uma conversão pastoral que deve mexer nas estruturas internas das comunidades paroquiais. Ousar o Evangelho foi o lema usado pelo movimento Equipes de Nossa Senhora no XI Internacional em Brasília em julho de 2012. Anunciar com ousadia, mansidão e coragem…de todas as formas que o mundo atual exige.

SEGUNDA EXIGÊNCIA: Iniciação à vida cristã. O Zelo e o cuidado com os que irão receber os sacramento de iniciação. A fraterna acolhida, a devida instrução com catequese programada e agentes capacitados e o testemunho coerente de toda a comunidade. Incomoda-me reconhecer que a pergunta mais feita na secretaria paroquial: se é preciso participar da preparação ao batismo? Quantos padrinhos podem ser? Se pode batizar em casa ou no sítio???? Urge uma formação séria e corajosa para este belo momento da vida. Como também a catequese para Primeira Comunhão e Crisma que ainda é muito tímida em nossas comunidades. Não podemos esquecer igualmente da catequese para adultos. Jamais supor que nossos fieis conheçam a razão de sua fé. Com alegria e otimismo padres do centro do País testemunharam nestes congressos que participei que a catequese de Primeira Comunhão e Crisma é um período de 6 anos e que nos Estados Unidos da América do Norte, o curso de noivos de um semestre.

TERCEIRA EXIGÊNCIA: Animação da Vida da Ação da Igreja a partir da Palavra de Deus. A Igreja não é um ONG do Bem e Deus tampouco é uma ideia ética.  Toda Ação Pastoral precisa ser vivificada pela Palavra de Deus que é vida e traz eficácia. A Igreja é um corpo. Um organismo vivo e dinâmico, guiado pelo Espírito de Deus através e de seus sinais e Palavra. Pela minha experiência pastoral percebo muitos grupos usarem em seus movimentos, mensagens de poetas e romancistas, que ficam aquém da riqueza, da beleza e a força da Palavra de Deus. A proposta é que a Bíblia seja o manual do católico.

QUARTA URGÊNCIA: A Vida Comunitária da Igreja.  Mudanças sociais  e culturais também afetaram o íntimo da comunidade de fé, que é a sua convivência fraterna, na partilha,na acolhida,na participação. Nos tornamos individualistas e mesmo estando presente em grandes eventos, como estas Missas “tipo Padre Marcelo”, estamos indiferentes ao outro. Deixamos de ser fieis e somos massa. Urge redescobrir o sentido e o lugar teológico da comunidade e do Domingo o Dia do Senhor.

QUINTA URGÊNCIA: colocar-se a serviço da vida plena de todos. É a verdadeira caridade. Opção evangélica de Jesus Cristo. Socorrer quem necessita. A vida em primeiro plano. A saúde, a dignidade, os sentimentos de segurança e afeto. Pela fé oferecemos, doamos o que é nosso: o tempo, as habilidades, os próprio sentimentos de solidariedade. ” Eu vim para que todos tem vida plenamente”.

Claro que nossos bispos também oferecem indicações para uma ação pastoral. Este quadriênio está focado nos jovens, em vista da Jornada Mundial da Juventude em 2013 no RJ e da Família que tem a atenção permanente. Apontam igualmente para a responsabilidade com o Meio Ambiente dizendo que a natureza é casa e amparo da vida.

Percebemos assim uma inversão de urgências nos últimos 30 anos. Nos anos 80 a primazia era a luta pelos direitos humanos e sociais. Atualmente estamos mais focados na missão do anúncio e do testemunho coerente. Diria que é fazer o tema de casa  e arrumar a cozinha.

Recomenda-se ler:Doc 94 –Documento de Aparecida  e a Carta Encíclica Laudato Si do Papa  


A CHAMA 
11 anos  a serviço da evangelização     agosto-setembro de 2016
Ano XI  Nº 80 
Diocese de Valença 



AS FOTOS ABAIXO , FORAM FEITAS DURANTE A CONCENTRAÇÃO JUBILEU DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO REALIZADA EM DUAS ETAPAS.A PRIMEIRA NA IGREJA SANTA ROSA DE LIMA E A SEGUNDA NA IGREJA DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA -CATEDRAL DE VALENÇA NO DIA 06 DE JULHO DE 2016






"Deus seja louvado.Uma Diocese com um forte Apostolado , é uma diocese que reza e que desperta a todas as pastorais a construir uma igreja samaritana."
Dom Nélson Francelino Ferreira

O MUNDO MÁGICO DO CORAÇÃO DE JESUS





 Não é uma história de fadas  e reinos encantados a  que vamos ler agora, mas bem que poderia ser , pois até uma fita vermelha fortalecedora da fé ela tem.. Esta  é   uma história verdadeira em que jovens entusiasmados em salvar almas se lançaram à missão de orar e fazer sacrifícios.
   Hoje, quantos jovens, vemos empenhados em fazer o mesmo ; atuando em posições e movimentos diferentes da Igreja? Mas aqueles jovens que viviam no ano de 1844 , em Vals na França , não pertenciam a nenhum grupo , e  acabaram com audácia e perseverança de oração criando um que existe até hoje , subsistindo até mesmo ao Concílio Vaticano II. Sua força veio da oração e da persistência e seu grupo se tornou o nosso  APOSTOLADO DA ORAÇÃO.
   Hoje , se  lutamos contra a acomodação que  faz as pessoas cruzarem seus braços vivendo uma fé particular, só sua, percebemos  isso tem que ser deixado de lado , pois o Coração de Jesus precisa  ser reconhecido , amado e respeitado em unidade , numa fé partilhada em que todos se tornem um , se fortalecendo e se respeitando cada um com a fé e a esperança que vem  dos outros membros .
Para falar com Jesus , com seu Coração  não precisamos usar celulares, whattsaps , nem mesmo um simples telefone fixo. Para falar com Ele usamos o 0800 que está em nosso coração , em nossa fé, em nossa entrega e devoção. Pois se  estamos cansados (as) aflitos (as) e desanparados(as) basta  acionar o 0800 e pedir que Ele nos mande Seu Espirito Santo para que nos oriente e conduza.
   Para ser membro do Apostolado da Oração  devemos respeitar  e seguir  tudo o que foi estabelecido  quando de seu  nascimento , mas também tudo o que foi adequado  ao nosso tempo atual por nossos  dirigentes em Roma; que é o diretor mundial  e os  secretários nacionais em cada pais e diocesanos em cada diocese  . Devemos saber a quem e como honrar, glorificar e desagravar por erros e faltas que cometemos. Para isso peçamos sempre:   Senhor, dá-nos um coração  igual ao Seu para que possamos fazer o bem e não  termos nada a esconder. Para que possamos servir e aprender a amar a Deus de forma consciente , sendo cristãos  em todas as nossas atitudes em casa ,no trabalho e sobretudo  em nossa comunidade eclesial. Não nos deixe Senhor  introduzir práticas   não   comuns ao Apostolado   pois elas poderão se constituir em   um agravo que machuca e fere o Seu  Sagrado Coração de onde jorrou sangue e água para nossa purificação e salvação.   Assumamos com Deus o compromisso de fazermos tudo o que pudermos para sermos sinal da misericórdia um dia derramada e que continua sendo derramada a todo instante sobre nós.
   Ao amar o irmão  estamos amando a Deus e ao agravá-lo estamos agravando Seu  amor- doação,  fechando portas que Ele um dia abriu para nós. Ao amá-Lo estamos iniciando bem nossa viagem  para a casa do Pai. Mas será  que esta viagem para a casa do Pai tem frete grátis? Ou teremos que pagar um preço alto por culpas e erros  que não foram por nós reparados? No impacto desse questionamento nos vemos meditando :como será  o  fretamento desta  viagem?  Respeitamos e seguimos tudo o que foi estabelecido  quando do nascimento de nosso Apostolado até hoje ? Esse é o momento de parar para pensar...Pense e repense o assunto.
   Mas nossa história um dia teve outro personagem , um padre devoto chamado Basilio que para nos auxiliar inspirado pelo Santo Espirito compôs a Oração de Desagravo ao Sagrado Coração , que rezamos em casa todos os dias e nas Igrejas nas missas das primeiras sextas-feiras de cada mês.
   E assim continua a história , hoje somos dela ,personagens que oram e trabalham , personagens que inspiram outros a quererem ser parte dessa fantástica história de Jesus e seu Sagrado Coração ; história onde pela fé os vilões podem virar mocinhos e as bruxas fadas madrinhas ,pois tudo é possível dentro desse mundo mágico , cheio   de amor que é o Coração de nosso Deus.


                Albina Ferreira da Silva


CONCENTRAÇÃO DIOCESANA DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO DIA 27 DE AGOSTO NA CIDADE DE CONSERVATÓRIA COM INICIO AS 12: HS NA IGREJA DE SANTO ANTÔNIO ONDE SERÁ MEDITADO O TEMA:ABRIR NOSSO CORAÇÃO AOS QUE VIVEM EM SITUAÇÕES DE PRECARIEDADE E SOFRIMENTO MORAL, SOCIAL E FÍSICO É O PRIMEIRO PASSO PARA RESPONDER AO CHAMADO DE DEUS E DE SUA MISERICÓRDIA.

DURANTE TODO MÊS DE AGOSTO OS APOSTOLADOS DA ORAÇÃO DE NOSSA DIOCESE ESTARÃO FAZENDO ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO PELAS VOCAÇÕES SACERDOTAIS E  RELIGIOSAS .
MESMO QUE VOCÊ NÃO SEJA DO APOSTOLADO , PROCURE EM SUA IGREJA O HORÁRIO DAS ADORAÇÕES E PARTICIPE TAMBÉM.


 Ladainha da Humildade que nunca ficará velha


Para todos nós, em especial se acharmos que não precisamos


Senhor, tende piedade de nós

Cristo, tende piedade de nós

Senhor, tende piedade de nós


Jesus, manso e humilde de coração, ouvi-nos

Jesus, manso e humilde de coração, atendei-nos

Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso.


Do desejo de ser estimado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser amado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser buscado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser louvado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser honrado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser preferido, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser consultado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser aprovado, livrai-me, Jesus!

Do desejo de ser adulado, livrai-me, Jesus!


Do temor de ser humilhado, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser desprezado, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser rejeitado, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser caluniado, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser esquecido, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser ridicularizado, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser escarnecido, livrai-me, Jesus!

Do temor de ser injuriado, livrai-me, Jesus!


Que os outros sejam amados mais do que eu: Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!

Que os outros sejam estimados mais do que eu: Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!

Que os outros possam crescer na opinião do mundo, e que eu possa diminuir: Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!

Que aos outros seja concedida mais confiança no seu trabalho e que eu seja deixado de lado:  Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!

Que os outros sejam louvados e eu esquecido:  Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!

Que os outros possam ser preferidos a mim em tudo:  Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!

Que os outros possam ser mais santos do que eu, contanto que eu  pelo menos me torne santo como puder:  Ó Jesus, concedei-me a graça de desejá-lo!


Ó Maria, Mãe dos humildes, rogai por nós!

São José, protetor das almas humildes, rogai por nós!

São Miguel, que fostes o primeiro a lutar contra o orgulho e o primeiro a abatê-lo, rogai por nós!

Ó justos todos, santificados a partir do espírito de humildade, rogai por nós!

Ó Deus que, através dos ensinamentos e do exemplo do Vosso Filho Jesus, apresentastes a humildade como chave que abre os tesouros da graça e como fundamento de todas as outras virtudes – caminho certo para o céu – concedei-nos, por intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, a mail humilde e a mais Santa de todas as criaturas, aceitar agradecendo todas as humilhações que a Vossa Divina Providência nos oferecer. Por Nosso Senhor Jesus Cristo que convosco vive e reina na unidade do Espírito Santo. Amém.



_____________ Cardeal Rafael Merry del Val


UM DOMINGO FELIZ


Gostaria de compartilhar com vocês como foi meu domingo e como ele foi feliz!

O Apostolado de nossa Diocese de Valença celebrou seu Jubileu da Misericórdia. A concentração foi na Paróquia Santa Rosa de Lima, onde faço estágio pastoral, e pude estar com a comunidade desde os preparativos até todo o decorrer do dia. Com o povo eu rezei, cantei ,e até dancei!

E como é bonito poder constatar como nossa diocese ainda mantém viva essa devoção tão linda e tão importante da Igreja. Nosso Apostolado está vivo e vibrante. Santa Rosa ficou pequena para tanta gente, mas como um coração de mãe, ela comportou a todos. A comunidade teve a sensibilidade de preparar os ambientes, café, uma canjiquinha deliciosa e uma acolhida fervorosa. Além disso, os integrantes do Apostolado levaram seus alimentos para uma bonita e fraterna partilha.

Graças a Deus eu fiquei cansado, mas digo que fui o cansado mais feliz desta diocese.

Tive oportunidades de participar de outras concentrações. Mas tão bonita quanto esta foi a primeira vez. 

Tenho certeza que este dia ajudará minha vocação e meu crescimento na fé sem dúvida nenhuma.


Viva o Coração de Jesus.                                                           de Lucas Magela, seminarista diocesano de Valença
Vocação sacerdotal e religiosa: como descobrir se sou chamado a vivê-la?

Jesus chamou para apóstolos “aqueles que Ele quis”, depois de passar a noite em oração. A Igreja viu nisso o chamado ao sacerdócio e também às outras formas de vida religiosa. É Jesus quem chama o jovem à vida sacerdotal, o que não é fácil. A vida religiosa exige muitas renúncias para ser “todo de Deus”, estar a serviço do Seu Reino para a edificação da Igreja e a salvação das almas.
A palavra “vocação” vem do latim vocare, que quer dizer “chamar”. Deus põe no coração do jovem esse desejo de servi-lo radicalmente, indiviso, full time, em tempo integral, sem divisão.

Alguns sinais indicativos da vocação:

Para discernir esse chamado divino, o jovem precisa, sem dúvida, de um bom orientador espiritual, um padre ou um leigo experiente para ajudá-lo. Penso que alguns sinais indicativos da  vocação de um jovem ao sacerdócio ou à vida religiosa sejam esses:
1 – Ter vontade de entregar a vida totalmente a Deus sem guardar nada para si; ser como Jesus, totalmente disponível ao Reino de Deus. Ser um outro Cristo
     2 – A vocação religiosa exige que o candidato tenha o desejo de trabalhar como Jesus pela salvação das almas, sem pensar em um projeto para a sua vida. O demônio tem muitas razões para tentar um sacerdote ou um religioso, pois este lhe arrebata as almas. Então, o religioso consagrado tem de viver uma vida de extrema vigilância, muita oração e mortificação, como disse Jesus.
3 – Amar a Igreja de todo o coração, tê-la como Mãe e Mestra, ser submisso aos ensinamentos do seu Magistério. Ser fiel à Igreja e a seus pastores, nunca ensinando algo que não esteja de acordo com o Sagrado Magistério da Igreja. Viver o que diziam o Santos Padres: sentire cum Ecclesia.                                                                                                                                                              4 – Desejar viver uma vida de penitência, na simplicidade, na pobreza evangélica, na obediência irrestrita aos superiores, aberto a todos por um diálogo franco. Ser tudo para todos. Estar disposto a obedecer sempre o seu bispo ou seu superior a vida toda, qualquer que seja a decisão dele sobre você.                                                                                                                                       5 – Estar disposto a dar até a vida pela Igreja, pelas almas e por Jesus Cristo. que . Quem opta pela vida sacerdotal deve se entregar de corpo e alma a ela; não pode ser mais ou menos sacerdote ou religioso. Seria uma frustração para a pessoa e para Deus. É melhor ser um bom leigo do que um mal religioso.
Felipe Aquino
A BÍBLIA

 O que é a Bíblia?      contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini-biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com a humanidade. É interessante observar que alguns livros possuem poucas ou até mesmo uma única página escrita, mas mesmo assim são considerados como livros.

A própria palavra Bíblia provém do grego biblos e significa livros, o que bem demonstra não ser a Bíblia um livro único. Assim, quando usamos hoje a palavra "Bíblia" nos referimos a esse conjunto de 73 livros.

Às vezes, também a chamamos de Sagradas Escrituras ou tão somente Escrituras e tratam de diversos assuntos: orações, rituais, história, sabedoria, exortações e até mesmo poesia... tudo em grande harmonia - já que inspirada por Deus - relacionando o homem com o único e verdadeiro Deus, e vice-versa.

A Bíblia é muito antiga: sua redação começou por volta do séc. XV a.C. e somente se encerrou no final do séc. I d.C.. Esse é, aliás, o motivo pelo qual muitas passagens são difíceis de serem compreendidas, obrigando-nos, às vezes, a correr a cursos bíblicos ou 


outros livros de apoio.                             Autor: Carlos Martins Nabeto Fonte: Agnus Dei


CONCENTRAÇÃO JUBILEU DO APOSTOLADO DA 

ORAÇÃO  VISTO POR UM MEMBRO DO A.O.

 Orando por todo nosso A.O. Que o Sagrado Coração nos abençoe. Fraternal abraço
Nos sentimos bem acolhidos e foi muito bonito testemunhar o envolvimento do Padre Juvenal durante toda a concentração. Ficamos muito comovidos em encontrá-lo servindo aquela deliciosa canjiquinha que sabemos que foi preparada com o maior carinho.                                                                                                          Nos sentimos tocados e fortalecidos por tudo o que lá aconteceu: A acolhida da Coordenação, a comunhão com os seminaristas, a Palavra de Frei Alessandro, culminando com a catequese de Dom Nelson. Que maravilhoso testemunhar a força do Apostolado da Oração.                                                                                                                                  Das propostas apresentadas  em reunião ,somos favoráveis à continuidade de levarmos alimentos, cremos que neste gesto cria-se sintonia, partilha .Elas   do início ao fim são totalmente pertinentes do que se espera do Apostolado de Oração. Tudo para nosso maior crescimento.                                                                                          As observações  de Dom Nélson são   sopro de coragem, de ânimo para todos. Todas as orientações nos levarão a uma experiência de comunhão e amor maior com nossos irmãos   . Que O Sagrado Coração de Jesus mantenha vivo em nossos corações todo o aprendizado que recebemos
A autora Magda Silva  é membro do A.O. de Vassouras 
















      As fotos acima foram feitas durante a catequese de Dom Nélson e na chegada a Catedral de Valença.